Responsabilidade Social

O que seria do planeta sem a responsabilidade social empresarial?
Em um país de empreendedores (onde o número chega a 50 milhões, segundo o relatório da Global Entrepreneurship Monitor), a influência das empresas é decisiva para os rumos da sociedade.

Com tanto poder em mãos, as organizações não podem se resumir a corporações ávidas por lucros que só agem em benefício próprio e de seus acionistas.
É por isso que a responsabilidade social empresarial se tornou assunto obrigatório no mundo dos negócios, levando empresas do mundo todo a buscarem modelos mais sustentáveis.
E o Grupo Solid é pioneiro neste modelo de negocio que hoje é tão comentado e utilizado.

O Grupo Solid mantém atividades comerciais em todo território nacional e um importante ponto para todos seus diretores são os princípios seguidos sempre reservando uma importante parcela de suas atuações na sustentabilidade. Desta forma, a empresa tem o objetivo de ajudar a resolver problemas sociais e superar desafios globais. Tais atividades sociais têm sido um elemento-chave da política corporativa do Grupo Solid desde a sua abertura que certamente representam parte do sucesso da empresa.
Com todas estas iniciativas, o Grupo Solid está contribuindo para melhorar a perspectiva de futuro das pessoas. O objetivo é reduzir as diferenças sociais e garantir mais saúde, mais oportunidades, promovendo também uma interação em seus projetos para com o esporte e a cultura.

São inúmeros os PROJETOS APOIADOS PELO GRUPO SOLID, durante todo o ano, diversos projetos sazonais são vistos como uma oportunidade ímpar para o Grupo Solid estar apoiando e incentivando seus colaboradores a acrescentar ao dia a dia o “olhar humano e co-responsável” pelas necessidades dos menos favorecidos em todos os sentidos, isso tem trazido não somente uma gratidão no coração, mas o amadurecimento e o sentimento de receber muito além do pouco que doamos.
Um destes projetos, é que podemos chamar de nossa joia rara, é o PROJETO CIDADE DOS MENINOS.

Conheça o PROJETO CIDADE DOS MENINOS.
“Associação Cidade dos Meninos de Campo Grande/MS”, também designada pelo nome fantasia de “Cidade dos Meninos”, é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, idealizada e fundada pelo Empresário Dalci Vicente Sebben em 07/12/1998, inscrita no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica da Secretaria da Receita Federal do Brasil sob nº. 03051673/0001-69, com sede própria na rua Faride George, n° 1344, Bairro Jardim Anache, na cidade de Campo Grande, Estado de Mato Grosso do Sul.
Tem como objetivo assistir anualmente, através de ações socioassistenciais sistemáticas: adolescentes oriundos de famílias em situação de vulnerabilidade econômica e social de ambos os sexos, na faixa etária de 14 a 18 anos; construindo-lhes competências comportamentais e técnicas para serem capazes de definirem e viabilizarem um projeto pessoal de vida positivo e factível.
A Associação Cidade dos Meninos de Campo Grande -MS, desenvolve ações de formação profissionalizante e desenvolvimento da cidadania, formação do caráter, fortalecimento escolar, inserção digital, permeadas por ações de fortalecimento de vínculos entre os adolescentes e estes com seus familiares, acreditando no desenvolvimento das pessoas, por meio de ações sociais transformadora, onde o aprender transcende o simples repasse de informações.
Os serviços começaram a ser ofertados de forma regular em agosto de 2001 e até este ano já passaram pela instituição mais de 10 mil jovens, sendo que a grande maioria destes, tiveram suas vidas transformadas e hoje ocupam espaços significativos na sociedade. Em 2019 estão sendo atendidos 400 (quatrocentos) adolescentes divididos nos turnos matutino e vespertino inseridos em um dos seus cursos.
Atualmente são oferecidos seis cursos profissionalizantes: Auxiliar de Departamento Pessoal, Auxiliar Administrativo, Operador de Computador, Serigrafia, e no ano de 2019 deu-se início as oficinas de Logística Comercial e Programador Visual Gráfico. Os cursos são registrados no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e no Ministério do Trabalho, o que permite que os jovens sejam contratados pelas empresas parceiras como Menor Aprendiz em atendimento à legislação da Aprendizagem Profissional, e destacamos que, a maior parte destes, após o contrato de aprendizagem são contratados definitivamente pelas empresas.
A concretização/materialização dos objetivos e todas as ações programadas pela Instituição, demandam um esforço e busca permanente de fontes de recursos financeiros, além de outras formas de cooperação.
A mais importante fonte de recursos são Doações regulares de pessoas fisicas e empresas na forma de “apadrinhamento” através de carnê personalizado com recolhimento em rede bancária.
Outra fonte de recursos é campanha “Dê o Troco” onde as pessoas da comunidade podem depositar suas doações nas “casinhas-cofres” distribuídas nos estabelecimentos comerciais da cidade. Também são fontes financeiras recursos de parcerias com órgãos públicos com atuação na área socioassistencial através de Termos de Colaboração ou de Fomentos quando disponibilizados por meio de Chamamento Público para os atendimentos oferecidos, que regularmente não atingem 10% das necessidades. São realizadas também eventos promocionais (almoços beneficentes), além da operacionalização de uma horta hidropônica cujos dividendos são aplicados integralmente para o custeio operacional da entidade.
A instituição desenvolve suas atividades de forma permanente e oportuniza o acesso dos beneficiários semestralmente, isto é, no início de cada semestre novos grupos são acolhidos e inseridos no Projeto para o qual possui estrutura física pronta e equipe técnica devidamente qualificada.

O que seria do planeta sem a responsabilidade social empresarial?
Em um país de empreendedores (onde o número chega a 50 milhões, segundo o relatório da Global Entrepreneurship Monitor), a influência das empresas é decisiva para os rumos da sociedade.

Com tanto poder em mãos, as organizações não podem se resumir a corporações ávidas por lucros que só agem em benefício próprio e de seus acionistas.
É por isso que a responsabilidade social empresarial se tornou assunto obrigatório no mundo dos negócios, levando empresas do mundo todo a buscarem modelos mais sustentáveis.
E o Grupo Solid é pioneiro neste modelo de negocio que hoje é tão comentado e utilizado.

O Grupo Solid mantém atividades comerciais em todo território nacional e um importante ponto para todos seus diretores são os princípios seguidos sempre reservando uma importante parcela de suas atuações na sustentabilidade. Desta forma, a empresa tem o objetivo de ajudar a resolver problemas sociais e superar desafios globais. Tais atividades sociais têm sido um elemento-chave da política corporativa do Grupo Solid desde a sua abertura que certamente representam parte do sucesso da empresa.
Com todas estas iniciativas, o Grupo Solid está contribuindo para melhorar a perspectiva de futuro das pessoas. O objetivo é reduzir as diferenças sociais e garantir mais saúde, mais oportunidades, promovendo também uma interação em seus projetos para com o esporte e a cultura.

São inúmeros os PROJETOS APOIADOS PELO GRUPO SOLID, durante todo o ano, diversos projetos sazonais são vistos como uma oportunidade ímpar para o Grupo Solid estar apoiando e incentivando seus colaboradores a acrescentar ao dia a dia o “olhar humano e co-responsável” pelas necessidades dos menos favorecidos em todos os sentidos, isso tem trazido não somente uma gratidão no coração, mas o amadurecimento e o sentimento de receber muito além do pouco que doamos.
Um destes projetos, é que podemos chamar de nossa joia rara, é o PROJETO CIDADE DOS MENINOS.

Conheça o PROJETO CIDADE DOS MENINOS.
“Associação Cidade dos Meninos de Campo Grande/MS”, também designada pelo nome fantasia de “Cidade dos Meninos”, é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, idealizada e fundada pelo Empresário Dalci Vicente Sebben em 07/12/1998, inscrita no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica da Secretaria da Receita Federal do Brasil sob nº. 03051673/0001-69, com sede própria na rua Faride George, n° 1344, Bairro Jardim Anache, na cidade de Campo Grande, Estado de Mato Grosso do Sul.
Tem como objetivo assistir anualmente, através de ações socioassistenciais sistemáticas: adolescentes oriundos de famílias em situação de vulnerabilidade econômica e social de ambos os sexos, na faixa etária de 14 a 18 anos; construindo-lhes competências comportamentais e técnicas para serem capazes de definirem e viabilizarem um projeto pessoal de vida positivo e factível.
A Associação Cidade dos Meninos de Campo Grande -MS, desenvolve ações de formação profissionalizante e desenvolvimento da cidadania, formação do caráter, fortalecimento escolar, inserção digital, permeadas por ações de fortalecimento de vínculos entre os adolescentes e estes com seus familiares, acreditando no desenvolvimento das pessoas, por meio de ações sociais transformadora, onde o aprender transcende o simples repasse de informações.
Os serviços começaram a ser ofertados de forma regular em agosto de 2001 e até este ano já passaram pela instituição mais de 10 mil jovens, sendo que a grande maioria destes, tiveram suas vidas transformadas e hoje ocupam espaços significativos na sociedade. Em 2019 estão sendo atendidos 400 (quatrocentos) adolescentes divididos nos turnos matutino e vespertino inseridos em um dos seus cursos.
Atualmente são oferecidos seis cursos profissionalizantes: Auxiliar de Departamento Pessoal, Auxiliar Administrativo, Operador de Computador, Serigrafia, e no ano de 2019 deu-se início as oficinas de Logística Comercial e Programador Visual Gráfico. Os cursos são registrados no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e no Ministério do Trabalho, o que permite que os jovens sejam contratados pelas empresas parceiras como Menor Aprendiz em atendimento à legislação da Aprendizagem Profissional, e destacamos que, a maior parte destes, após o contrato de aprendizagem são contratados definitivamente pelas empresas.
A concretização/materialização dos objetivos e todas as ações programadas pela Instituição, demandam um esforço e busca permanente de fontes de recursos financeiros, além de outras formas de cooperação.
A mais importante fonte de recursos são Doações regulares de pessoas fisicas e empresas na forma de “apadrinhamento” através de carnê personalizado com recolhimento em rede bancária.
Outra fonte de recursos é campanha “Dê o Troco” onde as pessoas da comunidade podem depositar suas doações nas “casinhas-cofres” distribuídas nos estabelecimentos comerciais da cidade. Também são fontes financeiras recursos de parcerias com órgãos públicos com atuação na área socioassistencial através de Termos de Colaboração ou de Fomentos quando disponibilizados por meio de Chamamento Público para os atendimentos oferecidos, que regularmente não atingem 10% das necessidades. São realizadas também eventos promocionais (almoços beneficentes), além da operacionalização de uma horta hidropônica cujos dividendos são aplicados integralmente para o custeio operacional da entidade.
A instituição desenvolve suas atividades de forma permanente e oportuniza o acesso dos beneficiários semestralmente, isto é, no início de cada semestre novos grupos são acolhidos e inseridos no Projeto para o qual possui estrutura física pronta e equipe técnica devidamente qualificada.